COMO VAMOS AJUDAR-TE?

nosso trabalho vai mudar a sua vida para sempre. Não será apenas uma dieta, será uma aposta na tua saúde, um acompanhamento constante que te vão ajudar a atingir os teus objectivos.

Trabalhamos com o foco no conhecimento e nas boas práticas, que vão ficar contigo a vida inteira. Todos os planos são adaptados e personalizados para a ti e para a tua vida.

Começa agora a mudar a tua vida e inscreve-te num dos nossos planos personalizados.

 

Blog

Açucar de coco

 

Açúcar de coco, será mesmo mais vantajoso em relação ao açúcar branco?

 

Podemos dizer que é quase consensual que a opinião pública geral vê o açúcar como um ingrediente pouco saudável e na origem ou contribuinte para diversos problemas de saúde, no entanto o seu consumo continua presente diariamente na alimentação dos portugueses. Na tentativa de “afastar” os efeitos que este alimento pode ter na saúde, mas continuando a usufruir do seu sabor tem havido uma maior procura daquilo que podem ser as alternativas para adoçar os alimentos, muitas destas alternativas, apesar de parecerem, nem sempre são saudáveis do que o próprio açúcar. 

 

Recentemente têm chegado ao mercado nacional várias alternativas, podemos dizer que hoje em dia temos ao nosso dispor uma variada gama de adoçantes naturais, e uma delas é o açúcar de coco. Este tipo de açúcar é já usado há bastante tempo no médio oriente e resulta da extração do néctar da flor do coqueiro por evaporação, sendo assim obtido por processos naturais tornando-o um adoçante natural. 

 

Apesar de ter uma origem diferente, uma cor diferente e um aroma também diferente este tipo de adoçante não deixa de ser um açúcar, tendo em conta a sua estrutura química e o aporte calórico, no entanto poderá ter alguns aspetos que vão atribuir-lhe uma vantagem grande relativamente ao açúcar branco. 

 

 

Um diferença significativa está na quantidade de fibra, neste caso inulina, que o açúcar de coco fornece comparativamente ao açúcar branco, esta sua composição mais elevada em fibra pode fazer com que haja um atrasa na absorção da glicose e nesse sentido o índice glicémico, ou seja a velocidade com que o alimento é absorvido e faz aumentar o açúcar no sangue, poderá ser mais baixo, paralelamente a isso também a resposta insulínica, ou seja a insulina libertada para diminuir a quantidade de açúcar no sangue, também poderá ser mais baixa reduzindo a probabilidade picos de fome associada a este mecanismo (De Leon, A, 2017). A inulina é um prébiótico que tem a capacidade de estimular o crescimento bacteriano intestinal de bifidobacterias que contribuem para uma boa saúde intestinal (Roberfroid, 2002). 

 

Uma grande vantagem do açúcar de coco, e possivelmente aquela que será a grande vantagem em relação ao açúcar branco, é a sua composição em vitaminas e minerais. O açúcar branco é isento de micronutrientes enquanto que o açúcar de coco mantém algumas propriedades, alguns micronutrientes da planta original sendo mais rico em ferro, zinco, cálcio, potássio, magnésio, vitamina C e vitaminas do complexo B. É ainda fornecedor de fitonutrientes como polifenóis e flavonóides (Food and Nutrition Research Institute).  Desta forma o açúcar de coco apresenta uma maior densidade nutricional relativamente ao açúcar branco refinado. 

 

O açúcar de coco é um alimento natural em que não requer adição de químicos e/ou agentes branqueadores que poderá ser benéfico em alternativa ao açúcar branco uma vez que mesmo o poder de adoçar é até bastante semelhante. 

 

Apesar do açúcar de coco ser mais vantajoso a nível da qualidade nutricional e de fornecer micronutrientes importante à saúde humana é necessário um consumo de grandes porções para conseguirmos ter quantidades significativamente interessantes destes micronutrientes, desta forma, apesar de fornecerem micronutrientes essenciais, não são a melhor fontes destes e nem deve ser considerado uma fonte primaria, nesse sentido devem ser privilegiados sempre os hortofrutícolas. 

 

Quando falamos em valor energético podemos ver que o valor energético do açúcar de coco é muito semelhante ao valor energético do açúcar branco de cana e dessa forma o seu consumo deve ser na mesma limitado de forma a prevenir patologias associadas a um consumo excessivo de açúcar como doenças cardiovasculares, obesidade e diabetes. De acordo com a Organização Mundial de Saúde o consumo de açúcar, independentemente da fonte, não deve ultrapassar 5% do total de calorias diárias, ou seja cerca de 25g, mesmo sendo o açúcar açúcar de coco. O facto de ser uma opção mais vantajosa em relação ao açúcar branco não faz com que seja um alimento para consumir sem moderação

 

O conteúdo deste artigo é de caracter informativo e não deve ser interpretado como aconselhamento profissional. As opiniões contidas não devem ser usadas para diagnóstico e/ou tratamento de problemas de saúde. É sempre imperativo o aconselhamento com profissionais de saúde antes de aplicar qualquer dieta ou regime alimentar.

No Comments
Add Comment

Segue-nos nas redes sociais